Ouça a Rádio Verdes Florestas

/
/
Dom José Hascher, C.S.Sp – 1947/1967

Dom José Hascher, C.S.Sp – 1947/1967

Compartilhar:

11.09.1890 Michelbach – +08.05.1973 Cruzeiro do Sul

Formação em Zabern (Saverne), Neuscheuern (Neufrange), participou da I Guerra Mundial como soldado enfermeiro condecorado, 1918 em Chevilly onde foi ordenado sacerdote 10.07.1921 – Destinado a Angola em 1922, mostrou um grande amor a educação em qualquer vila ou cidade; forçado a deixar Angola por motivo de “falta de respeito pela autoridade portuguesa” – ele tinha acusado um policial que tinha forçado duas mulheres a abandonar seus nenês porque não tinham pago uma taxa anual – voltou à França e trabalhou em Blotzheim no seminário Menor e como superior do novo distrito da Alsácia fundada por motivo político em 1940, onde ele ajudou muitos jovens a estudar filosofia e teologia até o final da Guerra.

Como Dom Henrique Ritter tinha falecido em 1942 e a prelatura do Alto Juruá foi administrada pelo vigário capitular Henrique Klein, José Hascher foi enviado em 1946 como visitador oficial da congregação a Tefé e Cruzeiro do Sul.

Para Tefé, a Santa Sé nomeou como prelado apostólico Dom Joaquim de Lange e 22.03.1942 José Hascher como prelado apostólico do Alto Juruá. Sagração episcopal 05.06.1947 em Blotzheim, chegada em Cruzeiro do Sul no dia 21.11.1947- Lema episcopal: FAC ME CRUCE INEBRIARI – faze-me ébrio da cruz – Brasão tripartido: Pomba do Espírito Santo sobre o coração de Nossa Senhora – Constelação do Cruzeiro do Sul – Duas estrelas sobre o Coração pendurado, com o lema como inscrição.

Em 1948 puderam chegar os primeiros padres alemães, abriram-se as escolas de Santa Teresinha dirigida pelas irmãs dominicanas de Spira e de São José dirigida pelos irmãos maristas. Em 1952, Santa Teresinha contou 2.000 alunas com 70 professoras. Para formar um clero autóctone foram abertos seminários menores em Teresópolis RJ e Salete SC.

Pouco a pouco chegaram mais padres e irmãos espiritanos completando no final da vida de Dom José um total de 27, três padres seculares e 31 irmãs dominicanas. Dom José fez tudo para a educação religiosa e civil da população, organizou as paróquias da prelazia, com a ajuda dos irmãos começou a construção da nova catedral – a pedra fundamental foi colocada no dia 10 de maio de 1957 com os dizeres: 10.5.1957 – sub tutela matris – sob a proteção da Mãe <de Deus>.

Durante o tempo da construção da nova catedral, a prelazia deu sustento para mais que 60 trabalhadores que ainda hoje conseguem sustentar suas famílias nestas profissões apreendidas pelos irmãos. – Em 02.01.1967, Dom José Hascher passou os poderes da Prelazia a seu sucessor designado Dom Henrique Rüth, e recolheu-se até seu falecimento a 08.05. 1973 no Convento local das dominicanas.

– Fonte: Koren, pág, 149-151, n° 114; fotos: Museu missiológico Cruzeiro do Sul.