Ouça a Rádio Verdes Florestas

/
/
IV Experiência Missionária do Seminário Maior São João Maria Vianney, recebe missionários da Diocese de São José do Rio preto

Notícias

IV Experiência Missionária do Seminário Maior São João Maria Vianney, recebe missionários da Diocese de São José do Rio preto

Entre os dias 26 a 31 de março, dias que celebramos os grandes mistérios de nossa fé – a Semana Santa – realizou-se a IV experiência Missionária do Seminário Maior São João Maria Vianney, com o tema: “Somos testemunhas do Crucificado-ressuscitado!” Este ano os seminaristas receberam com alegria os missionários da Diocese de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. Contamos com a agradável presença das leigas Célia Bortoloto, Maria Angélica, dos seminaristas, André Luis Maritan (do Instituto Missionário Coração Imaculado de Maria), Dhionen Henrik Tinarelli, e o Padre Wagner Gonçalves.

A experiência faz parte de um projeto de mapeamento pastoral da Paróquia São Francisco em Guajará, Amazonas. A partir de agosto de 2024 a paróquia será entregue aos padres Pedro e Wagner, que em nome da Diocese de São josé do Rio Preto, irão conduzir e pastorear o povo de Deus segundo a vivência de nossas prioridades pastorais. Por isso, essa experiência foi tão significativa nesta etapa da aproximação missionária das duas dioceses, do conhecimento da área pastoral rural/ribeirinha da paróquia São Francisco.

A pré-missão ocorreu na comunidade do Gama, local sede da missão, onde os missionários puderam conhecer a comunidade o rosto do povo, fazer uma pequena reforma na capela Nossa Senhora das Dores e se integrar aos desafios e belezas da missão na Amazônia celebrando o Domingo de Ramos.

Conduzidos pelo Espírito Santo fomos chamados ao desafio de ir ao encontro das famílias que ao longo do Rio Boa Fé habitam. Já havia aproximadamente 9 anos sem a presença de padres, religiosos ou leigos neste rio. Um grande desafio, mas que a fé nos fez abraçar, sem medo, como Jesus nos pediu: “Eu estarei com vocês!”.

A missão foi organizada pelo Conselho missionário de Seminaristas – COMISE, que possibilitou os materiais adequados para bem celebrarmos os mistérios de nossa fé com as famílias. Foram 11 comunidades visitadas no Rio Boa Fé, além da Comunidade do Gama, capela Nossa Senhora das Dores, que receberam os missionários e a Comunidade São Luís, capela São Sebastião, no Rio Juruá, que também foi abraçada pela missão da Semana Santa.

Os missionários da diocese de São José do Rio Preto, contam com muita alegria e gratidão a experiência de ter participado da missão. Maria Angélica fala: “Sempre gostei muito de missão, e quando ouvi falar do projeto igrejas irmãs, eu falei: quero ir…  eu levo para casa uma emoção muito grande, a fé do povo muito fervorosa, apesar do pouco que eles têm na comunidade, mas eles vivem de forma muita intensa o amor a Deus”. Célia Bortoloto destaca que quer voltar mais vezes, e fala sobre sua felicidade em ter participado: “Fiquei muito feliz de estar lá, é um povo que sofre pelo transporte, tudo é difícil para chegar, mas um povo feliz, sempre agradecendo a Deus, por tudo”. Os missionários também comentam sobre a hospitalidade das pessoas daquela região, que foram bem recebidos. Um povo muito feliz por receber a visita, a presença da igreja católica através da figura dos padres, seminaristas e leigos que participaram da missão.

Os seminaristas Dhionen e André, que estão na última etapa da formação, comentam sobre os desafios e também o sentimento de pertencimento que agora eles têm com o nosso povo. “Para mim foi uma experiência nova e desafiadora, tinham muitas coisas ali que eu não estava habituado e nem conseguiria imaginar que seria daquela forma… foi satisfatório, conseguir anunciar Jesus Cristo e conseguir vencer meus medos, receios e preconceitos, foi fantástico” destaca Dhionen. André comenta que: “Para mim, foi minha primeira experiência missionária nessa dimensão, descer o rio, experimentar das dificuldades do povo simples, uma experiência que levo pra toda minha vida… eu passei a fazer parte da história da missão aqui, cada comunidade que passávamos o nome dos padres eram recordados, passar por onde esses grandes missionários passaram me marcou muito”.  Uma experiência desafiante e cheia de surpresas que enchem o coração de alegria, Padre Wagner destaca “Algumas casas faziam 9 anos que não recebiam visita de um padre… é gratificante pelo fato de ali, mesmo diante da dificuldade, a gente ainda ver sorrisos, ainda ver esperança”.

Endrio Uislei

Junto com a equipe de missionários que participou da Experiência Missionária, estava Endrio Uislei (Cinegrafista e Editor da Rádio Verdes Florestas), que foi para registrar os momentos ali vividos, e está preparando um documentário de toda a experiência missionária; logo mais será divulgado a data de exibição.

Com informações: Sistema Diocesano de Comunicação e
Seminário Maior São João Maria Vianney

 

Compartilhar:

NOTÍCIAS

A equipe Diocesana da Infância e Adolescência Missionária realizará no sábado, dia 20 de julho um encontro com assessores
No dia 11 de julho, a igreja Católica celebrou o dia de São Bento. Considerado “o pai dos monges”,