Notícias da diocese › 31/01/2020

Diocese de Cruzeiro do Sul Se Despede de Padre Pedro Bermes

Faleceu na madrugada desta sexta–feira (31/01/2020), aos 85 anos, na Alemanha, Pedro Bermes. Dedicado às causas da vida e da saúde de seu povo, Pedro Bermes tinha mais de 50 anos como sacerdote da Igreja Católica Apostólica Romana, mais da metade vivido na Diocese de Cruzeiro do Sul.

CONHEÇA PADRE PEDRO BERMES

Padre Pedro Bermes nasceu no dia 29 de junho de 1934, em Ingendorf, Diocese de Trier, na Alemanha. De vocação tardia, formou-se em Knechtsteden e St. Georgen em Frankfurt. Sua ordenação sacerdotal se deu em Knechtsteden, no dia 26 de julho de 1969.

Destinado ao distrito Sul dos espiritanos, trabalhou em Anitápolis-SC, onde construiu um hospital. Em 1976, foi transferido ao distrito do Alto Juruá, assumindo um trabalho missionário e de paramédico nas Paróquias de São Francisco, em Mâncio Lima 1977-1989; Imaculado Coração de Maria, em Porto Walter, e São Sebastião, em Vila Thaumaturgo (1989-1995, 2008-2013); São José, em Rodrigues Alves (1995-2003); São Francisco, em Eirunepé (2003-2008); Jordão (2013-2017) com inúmeras desobrigas ao longo do rio Juruá e seus afluentes, cozinhando e cuidando de sua casa e de seu barco, sozinho. Padre Pedro Bermes fundou, em nossa Diocese, o AA – Alcoólatras Anônimo – se preocupando com as pessoas dependentes do vício do álcool. Esse mesmo trabalho complexo, ele continuou a partir de 2013 até 2017, na comunidade do Jordão, pertencente à paróquia São José de Tarauacá. Por motivos de doença, o superior do grupo padre Inácio e seu conselho decidiram trazê-lo de volta para residir na casa central do espiritanos, na várzea, continuando, assim, com seu trabalho de atendimento aos doentes, na policlínica, com seu método bioenergético. No dia 14 de Julho de 2018, retornou para a Alemanha, onde permaneceu até hoje, dia 31 de Janeiro, às 6h da manhã, data em que partiu para o Pai. Padre Pedro, como era chamado, foi um homem sempre disposto (ou melhor: disponibilíssimo) em atender aos doentes com sua arte medicinal pouco ortodoxa e comum de médico e rezador com efeitos comprovadamente eficazes nos pacientes.

Homem bondoso, de oração, de intercessão, com o dom do conselho, deixará saudades, mas a dor desse momento se consola com a certeza de que a fé nos assegura de sua presença diante do Senhor da vida, a interceder por toda a Igreja na Amazônia. Como o apóstolo Paulo, padre Pedro Bermes pode agora testemunhar: “Cristo será engrandecido no meu corpo, pela vida ou pela morte” (Fl 1, 20).

por Joaquim Sabino da Costa Neto

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.




Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0